Dúvidas cruéis

Tenho problemas em identificar algumas coisas. Portas de banheiro (banheiro? WC, talvez), por exemplo, de bares ou restaurantes. Sou um fracasso. Nunca consigo lembrar se aquelas setinhas para o lado ou cruzinhas para baixo representam masculino ou feminino. Tem alguns lugares que ajudam pela objetividade: Homens e Mulheres. Sem dúvida alguma. Chega a ser intimidativo, mas, melhor assim. Bastante claros, também, são aqueles em que aparecem uma cartola e um leque, ou um agá gigante e um eme rosado. Perfeito.
Dia desses, fui a um lugar onde havia uma primeira porta, onde estava escrito Toilettes, e logo depois outras duas, que certamente eram a divisão entre varões e mulheres, com duas figuras fixadas bem na altura dos olhos, para determinar onde eu deveria ir: na primeira, uma sombrinha fechada e na outra, a mesma sombrinha, aberta. E quando digo a mesma, não é figura de linguagem. Não era somente a mesma estampa (floreada) sobre um fundo azul e outro rosa. Eram idênticas, as flores cor de telha e bege, sobre um fundo amarelo. O mesmo cabo, torneado com pequenos detalhes, flutuando no vácuo. A única diferença era que uma estava aberta e outra fechada.
Parei. Olhei. Voltei. Mas aí minha bexiga emitiu uma ordem expressa e colocou-me novamente frente a frente com as sombrinhas. "Não sou tão burro", pensei, tentando me iludir, "vou descobrir qual é o que" e comecei um exercício de análise: fechada, pode representar o falo. Aberta, pode representar a vagina pronta para receber o pênis. Mas aí, quando imaginei a sombrinha fechada penetrando na aberta e minha primeira conclusão foi por água abaixo. Especulei também sobre a possibilidade funcional: fechada, caso chovesse, o portador ficaria molhado. Aberta, ela protegeria o sujeito das intempéries climáticas. Ou seja, aberta representaria a mulher e sua sábia prudência. Fechada, o homem e seu histórico desleixo. Me dei conta, porém, que sombrinha não é o mesmo que guarda-chuva. Estaca zero.
Estaria eu frente a um enígma indecifrável? Seria eu tão ignóbil de não ser capaz de descobrir onde deveria fazer xixi? Minha bexiga iria aguentar? Pois justo quando dezenas de perguntas povoavam o meu vazio cerebral, recebi uma luz e, com ela, a solução de meu mórbido problema. Percebi que havia uma pessoa dentro de um dos cubículos. Bingo. Bastava esperar e ver o que sairia de lá. Agora, eu só dependia da capacidade da bexiga mesmo.
Enquanto apertava uma coxa contra a outra e ficava me admirando no espelho, pensando em como uma pessoa simples como eu achava a solução para os mais difíceis problemas em um piscar de olhos, ouvi um barulhinho de água corrente e disfarcei. Passei a mão nos cabelos, mexi em um cravo (já contei que acho aquela tripinha branca saindo sinuosa da face parecida com uma serpente?) e fixei os olhos, através do espelho, nas portas. Pois da sombrinha fechada sai um mulherão, linda, com um rosto forte, marcante, maquiada como se estivesse em uma festa, alta, de cabelos esvoaçantes, loiros e lisos, boca carnuda e um sorriso anunciando duas carreiras de dentes brancos e perfilados, que sorriram para mim. Foi um momento de êxtase, de compensação por aqueles minutos malfadados, além de uma espécie de prêmio por minha perspicácia intuitiva. Não aguentei, o instinto foi mais forte que eu, e virei-me abruptamente, tentando projetar meu peito à frente para mostrar mais músculos que tenho. Como meu gesto foi rápido e inesperado e ela estava indo em direção a pia, nossas bocas ficaram muito próximas e cheguei a sentir seu hálito de hortelã quando ela falou "oi".
Somente isso. Essa palavrinha, composta por duas vogais. Nada além. E sabe para que foi suficiente? Para lembrar do Willie Nelson e seu vozeirão. Juro. Ana Carolina tem voz fina perto  dela. Quando aquele grave todo invadiu meus ouvidos, os olhos pararam de "babar" e foram baixando vagarosamente da boca, passando pelo queixo e chegando no pescoço, onde tinha um gogó (o tal pomo-de-adão) maior que meu nariz.
Sabe que a frustração não foi não ter descoberto a mulher da minha vida? Foi, isto sim, por não saber qual sombrinha representa o quê. Se bem que eu nem precisei mais.
A partir desse dia, eu sempre ligo para os lugares onde pretendo ir e pergunto o que tem na porta do banheiro. Fora quase todas às vezes que desligam o telefone na minha cara, algumas outras o pessoal é bem simpático e diz algo como "trinco" ou "fechadura".
Na próxima vez vou na sombrinha aberta!

7 comentários:

Letícia Palmeira disse...

Eu não saberia qual banheiro usar. E também dou de cara com símbolos estranhos... flores, coisas sem formato definido. A sorte é que entro e saio e ninguém me percebe.

Anônimo disse...

Minha técnica é a seguinte: - entra e procura um miquitório. Se não tiver sai corrando. O brabo é que esses banheiros modernos não tem, aí segura até em casa.

cícero

Fatima disse...

Uai,
com fundo azul era para homens e com fundo rosa para mulheres.
Seu texto é ótimo, parabéns!
Bjs.

Andreza Caetano disse...

E afinal.... ficou segurando até chegar casa? Aguentou? kkkkkk
Muito bom o texto!

Anônimo disse...

esses dias fui num restaurante que na por trazia a figura dum cantor, para o banheiro masculino, e para o feminino uma cantora, só que depois de aberta a porta, dávamos de cara com a figura dum cantor, e imagino que no masculino de uma cantora (não sei pq esta só com amigas rsrsr)confusão certa...

Carmem Oliveira

Anônimo disse...

Heу juѕt wanteԁ to giѵe you a quick hеаds up.
Τhе wоrdѕ іn youг article ѕeem to bе running off the screеn іn Оpeгa.

I'm not sure if this is a format issue or something to do with browser compatibility but I figured I'd ρоst to
lеt yοu know. The style and design lοoκ great though!

Hope you gеt the іssuе
fіxed soon. Cheers

Herе iѕ mу webρage :: Read More Listed here

Anônimo disse...

Making use of a v2 electronic cigarette will support to flush toxins from normal
cigarettes from the physique and enhance overall health.
The Official Presenter's Present Lounge created by On 3 Productions and held backstage at the 2013 Film Independent Spirit Awards beachside in Santa Monica. Although smoking a V2 Cig (v2 cigs electronic cigarette), you are inhaling a mix of nicotine and flavor heated by the heating element contained within. You've earned a lifelong
buyer and all my buddies will almost certainly be consumers powerful instantaneously!
Inspired by a true story and primarily based on the 2005 film of the exact same name,
Kinky Boots follows the story of Charlie Cost (Stark Sands) who, soon
after the sudden death of his father, is forced to step in and save his family's shoe factory in Northern England.

Feel free to visit my site: v2 cigs coupon 2013