Jesus e deus



As pessoas confundem as coisas. E eu, como não sou uma ameba (embora, às vezes, me porte como uma), também confundo. Então, aos esclarecimentos, já que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
Depois da polêmica na recusa de algumas empresas de ônibus de Porto Alegre em divulgar uma campanha de ateus, muito bem bolada, por sinal, recebi um mail questionando minha posição. Sou ateu convicto, sabe-se, e não gosto de religião. Seja ela qual for. Na minha humilde opinião, todas elas, sem exceções, fazem mais mal do que bem. Nossa maltratada civilização seria bem mais desenvolvida e viveria com muito mais paz se elas não existissem. Mas, convenhamos, elas existem e vieram para ficar. Fazer o quê? Nada. Essa é a questão. Eu não acredito em deuses, em nenhum deles, e não pretendo convencer ninguém para desacreditar também. Na página da ATEA - Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, em uma sessão de perguntas e respostas, tem uma passagem interessante. A pergunta é "o que prega o ateísmo?" "Nada", diz a resposta. Eu uso esse exemplo para simplificar o que chamaria de respeito.
 Minha posição tem a mesma forma e a mesma consistência que a de um crente. Eu tenho o mesmo direito que o mais ardoroso beato. Entretanto, seguidamente vejo estampados anúncios coloridos em favor dessa ou daquela crença. Propaganda de festas para santos, reuniões e espetáculos para aqueles que creem e tantas outras manifestações, inclusive de programas de TV em horário nobre. Bem, se partirmos da questão básica que trata de direitos iguais para todos, se eles podem "propagandear" seus feitos e seus herois, por que eu não posso divulgar que não acredito em nada disso?
Sabendo-se que a intenção da maioria desses anúncios é aumentar o "rebanho" (e também as doações, em alguns casos), não seria ainda mais grave, comparando com a intenção dos ateus, que não é de convencer ninguém, nem pregar nada?
Mas, em verdade vos digo, o mail que recebi não era sobre isso, e sim sobre Jesus. Perguntava como eu podia desacreditar na existência dele. Aí o engano. É claro que o sujeito que nós chamamos de Jesus existiu. Isso é um fato historicamente comprovado. Evidente que as façanhas a ele atribuídas não ocorreram conforme ditam os livros de "convencimento" coletivos, mas, algumas passagens de sua vida realmente fazem parte da nossa história. Melhor nem transpor para os dias de hoje, como exemplo, um sujeito tendo um ataque de fúria agredindo camelôs. Ou as verdadeiras "viagens" proferidas a cada discurso, e, pior ainda, o complexo de grandeza evidente em dezenas de ações e falas.
Mas, deixa eu esclarecer de uma vez por todas, que é a minha intenção desde o começo: Jesus existiu e foi uma "figura" muito peculiar, que nos dias de hoje apodreceria em um manicômio como "louco varrido". O dito pai dele, o fictício, o irreal (não o que transou com a Maria), não existiu, não existe e não existirá.
Então, independente de crenças ou opiniões, desejo a todos um feliz natal, da mesma forma que desejaria também um feliz dia no índio ou dia da árvore.
E nenhum raio caiu sobre minha cabeça!
Já que é assim, feliz 2011 também.


8 comentários:

Letícia Palmeira disse...

Agora entendi o Feliz dia da Árvore.
Pra você também, Beto. E feliz dia da Independência. =)

Tenho sérios problemas com religião, deus e derivados. Minha família é toda subdividida (parece a história da Torre de Babel). E lá em casa cada um acredita no que quiser. Ninguém enche o saco pra seguir crença de ninguém. Minha irmã, que é envangélica, já desistiu de pregar perto de mim. Todas as vezes em que ela vinha com a bíblia na mão eu ficava com cara de paisagem.

Eu acredito em algumas coisas. Em outras, nunca. Só acho que, se deus existe, ele deve estar dormindo desde que criou o mundo.

Ricardo Valente disse...

Tão óbvio e todo mundo crê em Deus... Jesus, hoje, não seria crucificado, mas adorado. Foi um homem de visão. Mais que nunca, o mundo precisa dar sentido à vida, sem ver que, realmente, somos eternizados nos corações, nos livros, nos descendentes. Mas, cá pra nós, seria tão bom se existisse essa babaquice de vida eterna. Sem DNA.
Bom Natal e Feliz Ano Novo!

Onofre disse...

És corajoso, Beto. Meus parabéns.

Anônimo disse...

Adorei Beto!
Também fico impressionada quando digo que não acredito em Jesus (Bem! Não da mesma forma que os Cristãos, mas exatamente da mesma maneira que vc) e as pessoas me olham como se eu fosse a mais idiota do mundo! Como se fosse impossível simplesmente não acreditar, ou não ter a mesma fé! Às vezes me encaram com um certo asco! Fico rindo por dentro e pensando em como a religião faz mal às pessoas! No quanto a religião ensina essa visão unilateral que faz com que o homem se torne um tolo. E então eu sigo: "Seja tolo com os tolos..." e abstraio das bobagens que ouço. Acredito em alguma coisa, mas ainda não consegui denominar o que é! Deus? Sei lá o que! Prefiro dizer que acredito na energia (pq essa ainda é indiscutível - rsrsrsrs).
Alguém aí mencionou que vc tem coragem...e está certíssimo! Realmente é preciso coragem para assumir que não acreditamos em algo que a grande maioria da população (brasileira, além de outras) acredita com veemência.
Parabéns! E Feliz natal.... por que natal para mim representa esse momento família, e não o aniversário blá blá blá...
Um abraço!

Anônimo disse...

(exeçoes - arruma ae)
abc
ricardo

Beto Canales disse...

Obrigado, Ricardo. Passou mesmo.

Pedro Otavio disse...

Fico impressionado...
Quando vejo o título "ateu" em um texto,vídeo,mensagem... imagino imediatamente tratar-se de um interlocutor culto e esclarecido (geralmente prático e materialista)as vezes um professor ou cientista (ou ambos)...mas não vou perder mais o meu tempo lendo qualquer coisa com o rótulo/título "ateu"...

Só encontro pérolas do tipo:

"...Se a religião não existisse o mundo seria melhor..."

Seu ignorante, vc não conhece a teoria do caos da sincronicidade e da complexidade...(com certeza vc não deve conhecer nem o MMC/MDC da aritmética. Seu incompetente vc tem idéia do que significaria tirar a religião da história da humanidade...será que vc estaria aqui hj ?

Pérola II:A humanidade seria melhor sem religião...ntão vamos na prática por que vc não se muda para a Coréia do Norte,Albânia ou Cuba lá é muito bom de viver, países ateus com muita liberdade...

Uma coisa vc acertou: vc É uma ameba.

sandra cruz disse...

Eis que ele vem com as nuvens,e todo olho o verá,até mesmo os que o traspassaram;e todas as tribos da terra se lamentarão por causa dele.Sim,amém. (Apocalipse 1.7)

Sabei antes de tudo,que nos últimos dias surgirão escarnecedores zombando e seguindo suas próprias paixões,
Dizendo:Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os antepassados morreram,tudo permanece como desde o princípio da criação. (2 Pedro 3.3,4)

O Senhor não demora em cumprir a sua promessa,como alguns julgam;pelo contrário,ele é paciente para convosco,não querendo que ninguém pereça,mas que todos cheguem ao arrependimento. (2 Pedro 3.9)