Mensagem natalina do Bento


Natal. Época em que os chefes, é exatamente esta palavra que quero usar, de algumas religiões ficam na vitrina. O que pode-se esperar do mandante de uma das maiores do planeta? Sensibilidade, educação, respeito e tolerância é o mínimo. Sabe-se que as palavras destes senhores tem uma influência devastadora mundo afora. Nada mais lógico falarem de paz, conciliação, aceitação, essas coisas.

Pois o abominável homem de gelo, chamado de Bento XVI, chamado de Joseph Ratzinguer, chamado Benedetto ou seja lá que nome ele tem, comparou o homossexualismo com o desmatamento mundial. É algo tão simplório e absurdo que dá vontade de xingar. Sei lá, vou comparar o dízimo com as tartarugas, ou vermes. Bem, isso nem seria tão absurdo assim. Ou comparar o ouro todo do Vaticano com um faisão, com aquele lindo rabo. Também não seria nada estapafúrdio.

Fiquei pensando o que um crime ambiental, que pode levar ao colapso terrestre, ao legítimo fim do mundo, pode ter de relação com a preferência sexual de um sujeito qualquer. Pessoas, digamos, menos providas de algum discernimento mais apurado, não poderiam fazer a relação direta? Assim: "Bem, se o desmatamento que pode trazer a ruína é igual ao homossexualismo, melhor terminar com os dois. Já que com as árvores eu não tenho o que fazer..."

Se este senhor, também chamado de Papa, não explicar qual a relação existente, a única coisa que posso deduzir é que a intenção foi incitar o preconceito contra gays e afins. Isso é perigoso. Esse senhor de vários nomes é perigoso e irresponsável. Esta história já aconteceu antes e o saldo não foi lá muito digno. Adolf disse a mesma coisa, só que de uma maneira mais inteligente.

Espero que os católicos não fiquem zangados comigo, mas, na verdade, vocês não merecem esse cidadão. Ninguém merece. Só para lembrar: o sumo pontífice faz cocô, xixi, come carne, massas, respira e escova os dentes.

Voltando às comparações, pensei agora nos padres pedófilos - e homossexuais - e lembrei de Alinhar à esquerdainjustiça, podridão, satanismo e Vaticano. Acho que esta comparação é justa.

Papa. De quem? Das crianças abusadas? Meu é que não.











15 comentários:

Luiz Gonzaga disse...

Uma vez o papa anterior - que, na minha opinião, até que era gente boa apesar de tudo - condenou publicamente o cheque sem fundo!

Aí eu digo: porra!! Muito antes desse
senhor metido a representante de Deus na terra condenar o tal cheque, eu já havia condenado a muito tempo!!!

E esse animal que está lá no vaticano agora, disse que estava presente "em espírito" em Santa Catarina, no caso das chuvas!

E denovo eu digo: porra! Se esse político mandasse uma ajuda em dinheiro tava beleza. Agora, estar presente EM ESPÍRITO!


Abç, Beto. Desculpe qualquer coisa.

george araújo disse...

mmmmmm papa!
kkk
nada a ver... assim como ele...

raaaaaaaai ai


abraços
>>

Biba disse...

Digalá...pois é. Não vi as asneiras que o papa falou, mas não me admira. Dizem que ele é de uma ala radical da Igreja. Seja como for, adorei seu comentário. É preciso dizer como nos sentimos em relação a esses horrores que são ditos em nome de um deus que "eles" idolatram e que não é necessariamente nada da figura que eu imagino, por exemplo.
Bju,
Carpe Diem!!!

Letícia disse...

Todo Papa escova os dentes. Você só esqueceu de mencionar que, por baixo da fantasia, ele usa jeans.

E eles, os chefes, gostam de falar sobre coisas. Falar e fazer polêmica grosseira e ter todas as pessoas por perto. Assim, ninguém escapa do paraíso. Ele faz analogias e muitas foram feitas antes. Desmatamento é um assunto importante. E homossexualismo também. Está tudo no Apocalise. Inclusive aparições de demônios que exterminam a humanidade. Ele não se entregou, entregou?

E sou católia, mas o deus que acredito não tem dinheiro no bolso.

Beijos, Beto.

JORGE LOEFFLER disse...

Esse sujeito, ao invés de encher o saco dos outros deveria antes olhar para o o próprio rabo.Que termine com o celibato ou de vez decrete que os padres sejam castrados, pois são eles que violentam meninos. Falei sério. Recentemente esse cretino fazia proselitismo político oferecendo 100.000 dólares ao povo da Geórgia que fora atacada pela Russia, enquanto seus empregados, nos Estados Unidos, pagavam 10 milhões em indenizações para famílias de meninos que os empregados do seu império haviam violado. Xeum cretino desses fizesse tal com um neto meu, eu pessoalmente, iria castrá-lo mandando as coisas ao bispo chefe do cretino. No www.praiadexangrila.com.br não poupo essa gente.

Germano Xavier disse...

É sempre bom lembrar das qualidades papais desse papinha.

E acho que sou o católico menos católico desse mundo.

Vou para o inferno?

Abraço, Beto.
Continuemos...

Silvares disse...

Não há volta a dar-lhe, esse papa é uma comichão na bunda do diabo.

Luiz Calcagno disse...

Meu é que não! O senhor ex-juventude Hitlerista se mostra sempre e cada vez mais perigoso. As baboseiras estapafúrdias dessa figura enchem minha goela de saliva que fico sem conseguir responder, quase engasgado. Quem é esse homem mesmo?

Flávia disse...

Virge, eu não sabia desse babado. Que triste.

E olha que sou católica, mas enfim... meu é que não.

Beijos, feliz 2009!

eliane disse...

O papa, não, por favor!
Me poupem do papa!
O que me admira, neste mundo vivendo o terceiro milênio, é que os fiéis ainda não pararam para pensar o que seja esse carnaval grotesco que nos proporciona o vaticano e sua camarilha.
Que me perdoem os que ainda não pararam para pensar, mas um movimento bem sucedido chamado religião católica, que tem como chefes pessoas que se arvoram representantes de deus na terra e não ficam nem vermelhos, que usam os ensinamentos de Jesus para fazerem sermões inúteis, onde se vê claramente que não entenderam NADA do que Ele quis dizer, enquanto passa a sacolinha...
Bá, me emocionei e já falei demais.
Mas acima, bem acima de tudo isso, Beto, está o Sermão da Montanha, ditado por aquele Homem justo que, após ser assassinado, voltou para nos deixar a boa nova: a vida continua.
O resto é religião.
Um feliz ano novo, querido, e desculpa os excessos. Costumo perder o equilíbrio com determinados assuntos.
A Jana me disse que tu deixou um Feliz Natal e ano novo para mim, lá no e-mail dela.
Obrigada pelo carinho, e que as luzes da boa nova nos proteja a todos, iluminando os caminhos a serem trilhados em 2009.

Robson disse...

Parabéns Beto... posicionamento clarissimo e honesto.
Abraço

Adriano Queiroz disse...

Não sabia desta declaração dele.
Que triste. Estas coisas mexem comigo. Ainda não aprendi a absorver friamente.
É uma pena que um homem que estudou tanto, seja um babaca.
Na verdade pra igreja o problema é o homossexual que luta por seus direitos, porque pra eles tanto aquele que casa tem filhos e faz meio mundo de pessoas infelizes a sua volta.
Só tratam da pedofilia dos padres qdo a bomba estoura, será que ninguém o que rola lá?
É triste. É ridículo.

Parabéns,Beto.
Agora fiquei mais teu fã.

Abração.

JORGE LOEFFLER disse...

Lembrei mais uma desse nazista convertido ao catolicismo e hoje eleito "santo", por seus pares. Cretino em minha maneira de ver, pois lembro que quando de sua vinda ao nosso país, suas vestimentas foram feitas por costureiras catarinenses e para tal houve a necessidade da contratação de uma empresa de segurança para guardar os materiais enquanto da confecção e mesmo para o seu transporte posterior. Sabem por quê? Simplesmente por que empregaram apenas quinze quilos de fios de prata e ouro. Isto me parece que foi pouco divulgado e por razões óbvias. Mais uma do cretino. Durante séculos para poder cobrar o batismo, eles diziam que os inocentes que morressem sem terem sido batizados ficariam "hospedados" no limbo, um espaço virtual concebido por eles a fim de impor a despesa com o batismo. Pois ele o cretino, faz poucos meses, por decreto, extinguiu o limbo. Foi quando escrevi um artigo sobre isto, cobrando o destino dessas almas depois da referida extinção, pois queria saber se "cairiam" diretamente no "inferno", outra das invenções deles no correr do tempo, ou se seriam alçadas aos céus. Tal artigo passei, via email, à Lady Laura que o postou no sue blog, devidamente ornado com duas belas gravuras. Como viram, tem muita coisa a ser devidamente dissecada. Finalizando, tenho notícias de que correm alguns processos em tribunais alemães contra essa igreja vez que, em algumas paróquias judeus foram usados como escravos, entregues a eles pelos nazistas. Estou buscando material a respeito a fim de poder escrever sobre essa possível monstruosidade.

Zailda disse...

Pois não é de hoje que a Igreja Católica está totalmente alheada da realidade que vivem os seus fiéis. Vive o Papa enclausurado em seu mundinho dourado do Vaticano e por isso desautoriza a camisinha que previne a AIDS alegando que ela incentiva o sexo fora do casamento. Tapando o sol com a peneira? Ou será que ele vai excomungar quem faz sexo fora do casamento? Vão sobrar pouquíssimos fiéis para financiar tanta ostentação.
Homossexualismo é como o desmatamento? Vai ver ele também acha que 'as arverezes somos nozes'.

Vâmvú disse...

Eu ia fazer um comentário aqui mas desisti. Acho que a Igreja Católica, na figura desse papa e do Vaticano nem merecem um comentário. Tive o privilégio de conhecer o Vaticano (digo privilégio por seu valor artístico e histórico apenas), na época da grande fome da Africa (como se hoje em dia ainda não passassem fome, mas enfim), e foi uma das coisas mais revoltantes que eu vi na minha vida... o Vaticano implorando ao mundo que ajudassem os famintos da Africa e aquela suntuosidade do Museu do Vaticano com aquelas coroas e jóias usadas pelos papas ao longo da história. Lembro-me de que vi um anel em ums das inúmeras vitrines blindadas e de ter pensado comigo mesmo, apenas esse anel acabaria com boa parte da fome daquela gente tão sofrida. Bom, fora que dentro do Vaticano, até mesmo para poder ver uma das estátuas maravilhosas de Michelangelo, como a Pietá, por exemplo, tem-se que pagar... para tudo tem que se pagar dentro do Vaticano, inclusive para ver o Museu.. e eu, trouxa, paguei...
Enfim... sem comentários sobre esse papa que se diz Bento.
Ótimo texto, ccomo sempre. Abração.