Sete vidas

Will Smith. Quem lê este nome na hora lembra de MIB I E II - Homens de preto, Eu sou a lenda, Eu, robô, Independence Day e outros tantos que, se ficaram devendo em matéria de cinema mesmo, certamente em adrenalina não. Os filmes dele quase sempre são aventuras bombásticas, tensas, rápidas, destas que não deixam a pessoa enconstada na poltrona por muito tempo. Cinema tem disso. Numa mesma sala que numa semana passa um suspense, na outra pode ser uma comédia. E essa é uma das causas de ser algo tão complexo. Uma arte que nos faz chorar, rir, suspirar, amar, odiar e, claro, ficar como se estivéssemos em uma montanha russa, o que acontece quando o ator é Will Smith, pelo menos até agora.
Pois em Sete vidas, essa minha teoria foi literamente por água abaixo. Cincoenta e cinco milhões de dólares para 118 minutos de uma chatice só. Desse tempo todo, 110 é aquele esqueminha besta de não mostrar o desenrolar da história e alguns clichês bárbaros e oito minutos de filme. Além de chato é inverossímil, pouco provável e, a surpresa que deveria ser revelada apenas no final, é sabida nos primeiros instantes. Durante a chatice, ainda flashbacks inoportunos acontecem seguidamente.
Saí do cinema pensando: 450 mil dólares o minuto. Tem algo errado nisso. Esta fortuna toda pra entediar o telespectador?
Como tenho minha lista dos 10 melhores, acabo de inaugurar a dos 10 piores filmes. Talvez ele não seja assim tão ruim como estou falando, e por eu ter criado a expectativa de ir ao cinema para me divertir, a decepção tenha sido maior, mas, sinceramente, reveja um clássico que será mais proveitoso. Recuso-me até a continuar falando a respeito. Hoje ainda comentei: que safra ruim essa, coroada agora, com essa bomba.
Sete vidas: blargh. Eu tenho uma só pra desperdiçar vendo filmes assim.

11 comentários:

Silvares disse...

Ena pá, esse filme deve ser mesmo bera! O problema, quando se atinge um determinado nível de excelência, é conseguir mantê-lo. Todos temos o direito a ser bestas. Não temos?

Letícia Palmeira disse...

Eu desperdicei minha vida, Beto. Fui ao cinema e senti falta de tudo. Acho até que o filme não acabou ainda. Todo mundo que estava comigo teve a mesma sensação de interrogação que tive. Mas porquê? Vai saber. E ainda ficamos discutindo o título. Não vale o quanto pesou. Mas ir ao cinema é sempre bom.

Bjs.

E gosto de Homens de Preto e assisto Independece Day até a exaustão. Não minto.

Monday disse...

Beto, estava devendo uma visita com mais vagar ao seu espaço, pois sempre te vejo nos coments blogs afora e acabo esquecendo de passar por aqui ...

quanto ao filme, sem opiniões, pois não o assisti ... mas um que vivo vendo com ele é Hitch, conselheiro amoroso ... água com açúcar, mas muito gostosinho de se ver ...

boas festas, guri, e feliz 2009

george araújo disse...

é horrível criar expectativas
...
devo ver?
tb me disseram q é ruim.
rai ai



abração
e q venha 2009!
as estréias e outras coisitas! kkk
>>

Beto Canales disse...

George, não veja...

Melhor ouvir uma boa música...

Abraço

Zailda disse...

Pior que 'Os filhos de Francisco'? Pergunto de ouvir falar porque não me dei ao trabalho de ver, acho que filme ruim é que nem vírus: basta um amigo falar que clicou e pegou que eu passo bem longe. Vou anotar aqui na minha lista de 'filmes-bomba' pra não correr o risco de ver de jeito nenhum.
Valeu aí a dica!

Biba disse...

mas é isso: não gosto do ator, então, excluo da minha lista, exceto se o diretor for incomparável. Nem me passou pela cabeça assistir Sete Vidas. Tá nos cinemas aqui. Realmente, a safra não está para cinéfilos!
Bju,
Carpe Diem!!

Kau'S disse...

Poxa. Eu também quase que "perdi" tempo, achei o filme um marasmo, sai duas vezes da sala preocupada com minhas irmãs menbores que deixei vendo Crepusculo, mas sinceramente, o que salvou minha noite foi a cena da chuva ( que achei linda ) e ver meu primo chorando no final, acabei chorando com ele, acho que emocionada por ver um homem tão bonito chorando do meu lado hauhauhua

( Syl ) Sylmar Signoretti disse...

Vou assistir, meu marido baixou na net rss
Bjs

Syl

Luiz Calcagno disse...

Putz! Comeei achando que você ia falar bem do filme. Ainda não vi. Estava curioso. Meu pai, que só critica o que vê no cinema, falou bem. Mas já não sei mais. Se arriscar a assistir, te conto. Abraço

Cícero disse...

Não interessa, vou igual. Will Smit e Jonh Travolta eu vou ver independente da porcaria que estejam fazendo.